Direitos da Criança e do Adolescente

17/05/2017

Prevenção e alerta marcam combate à violência contra crianças e adolescentes

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado nesta quarta-feira (18), é marcado por atividades de prevenção e alerta sobre o tema em municípios de todo Estado. São palestras educativas, seminários e fóruns, distribuição de material informativo, peças teatrais e abordagem nas escolas e vias públicas.

Para reforçar as ações, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social em parceria Secretaria da Saúde, transmite na próxima segunda-feira (22), uma videoconferência com o tema “A Intersetorialidade na Prevenção às Violências e Promoção à Cultura da Paz". A ação faz parte da programação do Núcleo da Paz, grupo que se reúne a cada dois meses para tratar de ações integradas de combate e prevenção à violência, e promoção da saúde.

O coordenador da política da criança e do adolescente da Secretaria da Família, Allan Bento, diz que um dos objetivos é mostrar importância do trabalho conjunto para combater todos os tipos de violência contra crianças e adolescentes.

“Fazer um trabalho de prevenção intersetorial, envolvendo diversas áreas de atendimento e prevenção, significa cuidar das nossas crianças e adolescentes de maneira integral, evitando qualquer abuso e violência”, explica Bento.

O evento é voltado para integrantes da rede de proteção dos direitos da criança e adolescentes – como servidores públicos, conselheiros tutelares, conselheiros de direitos e representantes da sociedade civil. A transmissão pode ser assistida em todas as 22 regionais da saúde do Estado.

PROGRAMAÇÃO – Em todas as cidades, as mobilizações buscam conscientizar a sociedade a respeito do abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, e também quanto ao enfrentamento a todos os tipos de violências, incentivando as denúncias.

Na quarta-feira (18), o município de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, promove o I Fórum Municipal sobre Abuso e Exploração Sexual de Criança e Adolescente, no Teatro Municipal. Em São José dos Pinhais, a programação da XII Semana Municipal de Enfrentamento à Violência Doméstica e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, teve início na segunda-feira (15) e segue até a sexta-feira (19).

No Norte Pioneiro, Leópolis promove um concurso de criatividade sobre o tema com alunos da rede municipal e estadual, com a confecção de cartazes e criação de músicas. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) também participa da conscientização, fazendo pedágios informativos pelo município. Ibaiti, promove um simpósio e também uma passeata com o tema “Quebrando o Silêncio”, para incentivar as denúncias. Apresentações culturais marcam a data em Japira, com a apresentação da I Mostra Cultural “Faça Bonito”.

Em Cascavel, na Região Oeste, o destaque será o XV Fórum Municipal de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, que acontece também na quarta-feira (18) no Auditório da Universidade Paranaense.

O Centro-Sul do Paraná também participa das ações. Imbituva organiza o 1º Cine Faça Bonito, com mostra de curtas-metragens sobre o tema para crianças e adolescentes da rede municipal e estadual de ensino.

Em Itapulândia, na Região Oeste, crianças e adolescentes participarão diversas atividades incluindo peças teatrais e confecção de cartazes. A conscientização sobre a data também acontece nas Unidades de Saúde, com orientações nas salas de espera.

RESULTADOS – Desde 2011, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social investiu mais de R$ 220 milhões do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência na proteção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Além de cofinanciar programas, serviços e capacitações, a secretaria investe em campanhas de conscientização para incentivar as denúncias de violências.

Como resultado deste trabalho, o último levantamento feito pela Secretaria apontou que, em fevereiro e março, o número de denúncias de violências contra crianças e adolescentes no Paraná aumentou 205%, no comparativo com o mesmo período de 2016. O aumento foi registrado após lançamento da Campanha de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Estradas, em fevereiro.

DENUNCIE - Para denunciar qualquer situação ou suspeita de violência ou violação de direitos contra crianças e adolescentes, basta ligar para o número 181 - Disque-Denúncia, serviço do Governo do Estado. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer município do Paraná. O atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana, com garantia de sigilo das informações e de quem faz a denúncia.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.